Páginas

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Vacinação contra a gripe H1N1 é prorrogada no Rio

Imunização pode ser feita até o dia 7 de maio em qualquer posto da cidade.
No Rio, a expectativa é vacinar 2,7 milhões de pessoas.


A vacinação contra o vírus Influenza A (H1N1) foi prorrogada até o dia 7 de maio no Rio. Jovens de 20 a 29 anos, doentes crônicos e crianças de 6 a 23 meses que ainda não se vacinaram contra a doença poderão se imunizar em qualquer posto de saúde da cidade. A informação foi publicada nesta segunda-feira (26) no Diário Oficial do município.

As gestantes também poderão tomar a vacina, porém o prazo vai até o dia 21 de maio, o mesmo das pessoas maiores de 60 anos com doenças crônicas, cuja imunização começou no último sábado (24).

Os idosos também poderão aguardar até o dia 8 de maio, Dia Nacional da Vacinação Contra a Gripe Comum, e tomar as duas vacinas de uma única vez, evitando assim duas idas aos postos de saúde.

A ação faz parte de uma estratégia do Ministério da Saúde para imunizar os grupos mais suscetíveis à doença. No Rio, a expectativa é vacinar, ao todo, 2,7 milhões de pessoas durante toda a campanha.

Para tomar a vacina, a pessoa deve levar documento de identidade. Quem tiver carteira de vacinação também deve apresentá-la no posto de saúde.

Confira o calendário de vacinação:

- Até 21 de maio: gestantes

- Até 7 de maio: doentes crônicos, exceto idosos e crianças de 6 meses a 2 anos incompletos (prorrogado)

- Até 7 de maio: jovens de 20 a 29 anos (prorrogado)

- Dia 24 de abril a 21 de maio: idosos com mais de 60 anos com doenças crônicas

- Dia 10 de maio a 21 de maio: pessoas de 30 a 39 anos


Em caso de dúvidas sobre calendário e locais de vacinação, o telefone do Telessaúde é 3523-4025.

Um comentário:

  1. Ainda não tomei porque não existe nenhum posto de saúde proximo a minha casa. E entre horários de trabalho e estudo fica faltando tempo. E no sábado só funcionam até as 13h, horário que ainda assim eu trabalho. Aí fica dificil. Já que é campanha tinham que disponibilizar equipes para grandes empresas, colegios...aí muita gente ia se vacinar.

    ResponderExcluir