Páginas

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Ministério Público investiga falta de carros usados no combate à dengue em São Paulo

Secretario municipal de Saúde diz que não há prejuízo no combate à doença


O estado de São Paulo registrou o maior número de mortes por dengue em todo o país no primeiro trimestre de 2010, com 38 vítimas confirmadas. Nesse mesmo período, funcionários da Secretaria Municipal de Saúde contaram com menos carros para fazer o combate à doença.
A empresa que prestava serviços de transporte à secretara municipal teve vários contratos de emergência realizados entre junho de 2007 e março de 2009. Esses tipos de contratos são feitos sem licitação, e o valor deles chegou a R$ 46 milhões. O que justificaria dispensar a concorrência entre empresas seria uma epidemia ou um estado de calamidade pública, o que não ocorreu.

Por isso, o tribunal de contas do município mandou a secretaria interromper as contratações e fazer uma licitação. Mas a empresa que venceu a licitação em julho de 2007 ainda não foi contratada. O caso chegou ao Ministério Público.

Apesar disso, o secretário Municipal de Saúde, Januário Montone, explicou que não houve prejuízo no combate à dengue na capital e que a situação da dengue na cidade não é preocupante.


Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário