Páginas

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Vacinação ultrapassa 40 milhões de brasileiros

Menores de 2 anos e profissionais de saúde superam a cobertura de 96%, enquanto 68% das gestantes se imunizaram. Quem perdeu prazo pode se vacinar até 7 de maio

A estratégia de vacinação contra a gripe H1N1 avançou rapidamente nos últimos dias. Às 13h20 desta quarta-feira, o Ministério da Saúde registrou 40 milhões de pessoas vacinadas. Esse número corresponde a 64% das pessoas das etapas convocadas até o momento. Até o final da estratégia, no dia 21 de maio, a meta é vacinar pelo menos 72,8 milhões de pessoas — 80% do público-alvo, que é de 91 milhões.

Se levarmos em conta os públicos-alvos, já foram vacinadas 68% das grávidas ( 2 milhões), que podem se imunizar até o final da campanha. Além disso, a cobertura dos doentes crônicos chegou a 64,3% (10,8 milhões de pessoas), e a dos jovens de 20 a 29 atingiu 61% (21,5 milhões).

Os índices mais altos de cobertura, até o momento, são das crianças de seis meses a menores de 2 anos (96,5%) e profissionais de saúde envolvidos com o atendimento a casos suspeitos de gripe (100%). Embora a vacinação de crianças já tenha superado a meta prevista, é importante que aquelas que ainda não foram vacinadas procurem as unidades de saúde.

“A estratégia de vacinação está avançando de maneira satisfatória. Estamos otimistas com a cobertura, que já está acima de 60% em todos os grupos”, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. “Já estamos entre os países que mais vacinaram contra esse vírus em todo o planeta.”

O ministro reforça, no entanto, a necessidade de vacinação daquelas pessoas dos grupos prioritários que ainda não foram a um posto de saúde. “São essas pessoas que correm maior risco de complicações pelo vírus H1N1”, alertou.

A campanha foi prorrogada até 7 de maio para as etapas convocadas até o momento: portadores de doenças crônicas, crianças entre 6 meses e menores de 2 anos e pessoas de 20 a 29 anos. A quinta e última etapa, para pessoas de 30 a 39 anos, terá início em 10 de maio.

IDOSOS – Os idosos com doenças crônicas de todo o país podem tomar a vacina contra H1N1 desde o último dia 24. Para as regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, no entanto, o Ministério da Saúde, recomenda que esperem o início da Campanha de Vacinação do Idoso contra a gripe comum, no dia 8 de maio, porque assim será necessário somente um deslocamento até a unidade de saúde.

Os idosos das regiões Sul e Norte já podem tomar a vacina da gripe comum desde o dia 24. Aqueles que são portadores de doenças crônicas devem tomar também a vacina contra H1N1.

O Ministério da Saúde reforça que há 36 mil postos abertos, o que garante um atendimento mais próximo da residência ou do trabalho das pessoas.

INTERNAÇÕES – Em 2010, foram registradas 361 internações da gripe H1N1, até o dia 3 de abril. Desse total, um em cada cinco casos esteve relacionado à gestação. Em relação às mortes, um total de 50, as mulheres correspondem a 76% do total e as gestantes 32%.

No ano passado, de 2.051 óbitos registrados, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas. Entre as grávidas (189 morreram, ao todo), a letalidade entre os casos graves foi 50% maior que na população geral. Adultos de 20 a 29 anos concentraram 20% dos óbitos (416, no total). E as crianças menores de dois anos tiveram a maior taxa de incidência de complicações no ano passado (154 casos por 100 mil habitantes).


CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO


Grupos Prioritários Data da vacinação

Gestantes

Até 21/05


Doentes crônicos;

Crianças de seis meses a menores de dois anos;


População de 20 a 29 anos;

Até 7/05


12ª Campanha Nacional de Vacinação do Idoso*

(contra a gripe comum)


* Idosos portadores de doenças crônicas também se vacinam contra a Influenza H1N1.

24/04 a 7/05
(regiões Norte e Sul)



08/05 a 21/05
(demais regiões)


População de 30 a 39 anos 10/05 a 21/05


Fonte: http://www.r7.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário