Páginas

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Sindusfarma premia as cinco indústrias farmacêuticas que mais se destacaram em Gestão de Segurança do Trabalho

Os laboratórios Alcon, Allergan, Johnson & Johnson, Libbs e Weleda receberam, na última segunda-feira (14/6), O III Prêmio Sindusfarma de Excelência em Gestão de Segurança do Trabalho, em solenidade realizada no auditório da entidade que contou com a presença do superintendente da SRT-SP, líderes sindicais, executivos e técnicos do setor.

Foram premiadas com menções honrosas as empresas Astrazeneca, Biolab-Sanus, Pfizer (unidades São Paulo e Itapevi).

Concedido desde 2008 pelo Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), o Prêmio Excelência em GST reconhece as iniciativas bem-sucedidas de prevenção de acidentes e doenças ocupacionais no setor e o estrito cumprimento da legislação em Saúde e Segurança no Trabalho.

“Nossa obstinação seria adotar a utopia ‘zero acidente de trabalho’ e desenvolver ações no combate às condições inseguras e acidentes de trabalho”, disse em seu discurso o Dr. Lauro Moretto, vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Programas Sociais e Educacionais do Sindusfarma. “Foi assim que resolvemos instituir o Prêmio Excelência em Gestão de Segurança no Trabalho”.

O superintendente regional do Trabalho e Emprego do Estado de São Paulo, Dr. Joséé Roberto de Melo, elogiou a iniciativa. “Parabenizo o Sindusfarma pelo ineditismo da iniciativa’, afirmou. “Ou assumimos uma cultura de prevenção da saúde do trabalhador, mudamos paradigmas, exigimos condições de trabalho adequadas, ou vamos premiar sempre cinco empresas e temos no país mais de 300 mil”.

“A gestão do trabalho, o cuidado com a saúde dos trabalhadores é de fundamental importância e o Sindusfarma tem uma clara compreensão de que a qualidade de quem faz é tão importante quanto a de quem vai consumir”, disse o vereador Francisco Chagas. “É preciso sensibilizar as empresas para esse conceito”.

A Johnson & Johnson venceu na categoria de indústrias farmacêuticas com mais de 500 empregados e terceirizados. “Aqui na Johnson desenvolvemos internamente o Programa Zero Acesso, pois entendemos que é nossa responsabilidade cuidar da saúde dos nossos empregados”, disse Joséé Pedro Dias Jr., Gerente Regional em Segurança do Trabalho da empresa.

“O Prêmio é extremamente importante como uma demonstração dos esforços e dos investimentos da empresa em segurança no trabalho e na saúde do trabalhador e nos motiva para que continuemos trabalhando e criando um ambiente propício para o trabalho”, disse Luciana Maranguelo, Gerente de EHS da Allergan, que ganhou pelo terceiro ano na categoria de 101 a 250 funcionários.

A Alcon foi a vencedora na categoria de empresas com 251 a 350 empregados. “Estou muito emocionado. O Prêmio é uma demonstração de nosso esforço e nossa dedicação em prol da segurança, da saúde e do meio ambiente”, afirmou Felipe Paiva, técnico em Segurança do Trabalho da empresa.

“Este troféu é o resultado de muito trabalho de toda a empresa”, comemorou Edson Tomas de Lima, técnico em Segurança do trabalho da Weleda, vencedora na categoria de até 100 funcionários. “Não participamos das duas premiações, pois queríamos nos preparar e capacitar toda a equipe; esta é a recompensa, afinal estamos quase um ano sem acidentes”.

Para Anderson Vaz Mendes, técnico em Segurança do Trabalho da Libbs (vencedora na categoria de empresas com 351 a 500 empregados) este é apenas o começo de muito trabalho. “Nossa intenção é viabilizar zero acidentes e implantar a segurança com foco no resultado; este prêmio nos incentiva a continuar desenvolvendo estas ações”.

O presidente do Sindicato dos Químicos e Plásticos de São Paulo e Região, Osvaldo da Silva Bezerra, cumprimentou o Sindusfarma pela iniciativa de difundir a cultura da prevenção. “Fico feliz de ver superado o conceito de que o trabalhador é culpado pelos acidentes ou doenças decorrentes do trabalho pelo conceito da gestão eficaz, responsável”.

Representante do SESI, a Dra. Thereza Cristina Maguetas reforçou essa mensagem. “O Prêmio foca no que há de mais importante dentro da empresa; se o trabalhador não tiver saúde, não há produtividade, não há resultados para a empresa”.

“Hoje a saúde e a segurança no trabalho é tema focal nas empresas; as empresas têm mudado e uma das mudanças se reflete na criação do Prêmio Excelência em GST”, afirmou Clóvis Veloso de Queiróz Neto, do Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho da Confederação Nacional da Indústria (CNI). “O Sindusfarma é vanguardista na área da saúde do trabalhador”.

Responsável pelo Departamento de Saúde do Trabalhador da Federação dos Trabalhadores das Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo (Fequimfar), João Donizete Scaboli sintetizou o objetivo maior do Prêmio Sindusfarma de Excelência em Gestão de Segurança do Trabalho. “Com uma gestão de fato dos ambientes de trabalho, todos ganham”.


Fonte: ASCOFERJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário