Páginas

terça-feira, 30 de abril de 2013

Aleitamento materno: informação faz a diferença.


Quais são as vantagens da amamentação?

Ela aumenta os laços afetivos, diminui o sangramento uterino, proporciona perda de peso para a mãe, além de diminuir o risco de câncer de útero, mama e ovário. É mais prático e barato que fórmulas infantis; protege o bebê de alergias, infecções e outras doenças. O leite materno é o alimento ideal e completo para o bebê até os 6 meses.

Quais são os principais obstáculos ao aleitamento materno?

A falta de informação é o maior obstáculo. Críticas ao aleitamento e palpites equivocados de pessoas desinformadas só pioram as coisas. Nesse momento a mãe precisa conhecer as técnicas de aleitamento e ter apoio dos familiares e dos profissionais de saúde envolvidos. O uso de bicos artificiais e introdução de outros alimentos nos primeiros 6 meses pode levar a um desmame precoce ou a complicações para seu bebê, como alergias.

Quais métodos contraceptivos são compatíveis com a amamentação?

O aleitamento materno exclusivo dia e noite com ausência de menstruação constitui método contraceptivo com falha de 2%. Além disso, podemos associar o uso de preservativos, diafragma, DIU e uso de anticoncepcionais específicos (apenas com progestágenos). O uso de pílulas ou injetáveis combinados, isto é, com estrogênio, está contra indicado.

Até quando amamentar?

A amamentação EXCLUSIVA deve ser mantida até 6 meses: neste período o único alimento deve ser o leite materno, sem a introdução de água, chás ou fórmulas infantis.
Com 6 meses, outros alimentos serão gradualmente introduzidos pelo pediatra, mas o aleitamento deve ser mantido até os 2 anos.

Quais são os cuidados  importantes durante a gestação?

- Exposição dos mamilos ao sol (antes das 10h ou após as 15 h ) ou a uma lâmpada de 40 w (distando um palmo) durante 10 a 15 minutos por dia.
- Boa sustentação das mamas com sutiãs confortáveis.
-Evitar produtos como cremes ou sabonetes nos mamilos.
-O uso de bucha ou exercícios mamilares está contra indicado.
-Se o seu mamilo é plano ou invertido, converse com seu obstetra a respeito: o uso de conchas ou de corretores mamilares específicos resolverá este probleminha facilmente.
- Se INFORME, SEMPRE!




Quais são as dificuldades mais comuns?

Achar que tem pouco leite ou que o leite é fraco, é muito comum: lembre-se que nos primeiros 2 ou 3 dias haverá apenas saída de colostro, um líquido espesso e amarelado em pequena quantidade mas que é o suficiente para alimentar seu bebê.
Além disso, intervalos das mamadas são mais curtos no aleitamento exclusivo, de cerca de 2 a 3 h, pois o leite materno é facilmente digerido.Você deve também esvaziar totalmente uma mama para oferecer a outra, pois o leite do final da mamada (leite posterior) é mais rico em gordura e proporciona maior saciedade e ganho de peso para seu bebê.


Como evitar complicações?

 Cerca de 2 a 3 dias após o parto ocorrerá a descida do leite e as mamas podem ficar muito cheias nesse período. O uso de conchas evita esse desconforto drenando o excesso de leite espontaneamente. Além disso, a pega correta do bebê garante mamadas eficientes com esvaziamento adequado, sem fissuras mamilares.

Como é a pega correta?

A boca do bebê deve abocanhar toda a aréola, seu queixo deverá estar encostado na mama e seu lábio inferior virado para fora. As bochechas estarão arredondadas e você poderá ouvir a deglutição do leite.

Como ajudar?

Um bom posicionamento da mãe, que deve estar relaxada, é fundamental para uma boa pega. Além disso, fazer massagens circulares nas mamas antes de oferecê-las ou esvaziá-las um pouco se estiverem muito cheias, facilita a boa pega.

Como tratar fissuras nos mamilos?

Corrigindo a pega do bebê, deixando os mamilos descobertos, passando o próprio leite e pegando sol. Você também pode usar uma pomada a base de lanolina pura disponível nas farmácias, que não precisa ser retirada antes das mamadas. Evite soluções caseiras como o uso de casca de banana, que pode contaminar as lesões, causando infecção.

Qual é a melhor forma de se preparar para a amamentação?

Informe-se SEMPRE. Com informação você evita armadilhas e estará mais segura. Pesquise na internet sobre o assunto em sites e blogs confiáveis ou se preferir faça um curso de gestantes que te prepare para esse momento tão especial.



Bárbara Augusta do Nascimento é médica obstetra, formada pela UFF, da equipe de pré natal de alto risco da Maternidade Fernando Magalhães há 10 anos, com grande experiência em orientação a aleitamento materno.
Oferece curso para gestantes sobre aleitamento e cuidados com bebês. Informações através do blog mamabebenet.blogspot.com.br ou pelo email mamabebevc@gmail.com